terça-feira, julho 26, 2005

Próxima paragem: Londres

Amanha vou para Londres! Pela primeira vez vou a uma Capital Europeia, logo sozinho, e estou contente com a ideia. Uma viagem a um Congresso Internacional de Ciência, com estudantes de todo o Mundo de várias áreas académicas! Espero conseguir escrever no blog para poder partilhar as sensações de visitar Londres! Estou entusiasmado!

See you soon!

AS

quarta-feira, julho 20, 2005

Projecto Ulysses

Tinha já há algum tempo marcado para estas férias a grande jornada que é ler o "Ulisses" de James Joyce, aquela que muitos consideram a obra cimeira de toda a literatura moderna universal. É um senhor livro com as suas 848 páginas e quase um quilo de peso, físico esse que se complementa com um conteúdo, dizem alguns, igualmente pesado. Como não quero ler apenas as primeiras 100 páginas, e remeter o livro para a terceira prateleira da minha estante; como julgo que outros existem, que vivem este dilema de o quererem ler, mas com o medo de lhes faltar a coragem e a paciência de o aguentar até ao fim (neste caso ao fim do único dia ficcionado); julgo que devemos seguir o lema de a "união fazer a força" e copiar a técnica de leitura partilhada.
Assim sendo aceitam-se associados ao Projecto Ulysses. A ideia é cada um dos leitores ler a obra capítulo a capítulo, trocando-se ideias, apartes e informações sobre o capítulo lido, nos intervalos dos mesmos, discussão essa que pode ser feita num blog próprio ou até mesmo pessoalmente. Desta forma a leitura será muito mais agradável para todos. Posto isto aceitam-se inscrições até ao fim do mês de Julho. Estou à vossa espera com o livro na cabeceira.

sábado, julho 16, 2005

John Mayer

Numa altura de estudo e mais estudo... ... aqui fica uma especial recomendação para ouvir num sábado à tarde solarengo: John Mayer

AS

segunda-feira, julho 11, 2005

Vê se podeis comungar...

O Instrumentus Laboris, do último sínodo de bispos de todo o mundo, alerta para o facto de os católicos que "apoiam publicamente escolhas imorais como o aborto" ou que "apoiem candidatos abertamente a favor do aborto ou de outros actos graves contra a vida, a justiça e a paz" estão em estado de pecado mortal, e como tal, não devem partilhar da comunhão na missa.
O pecado mortal é a morte espiritual da nossa alma, sem o arrependimento do pecador e o perdão de Deus ocorre a morte eterna no Inferno.
Aos 60,30% de eleitores, que façam parte do grupo de 90,8% de portugueses católicos, que cometeram a imoralidade de votar em candidatos abertamente a favor do aborto, nas últimas legislativas, alerto que têm de rapidamente pedir de coração perdão a Deus, reconciliando-se com Ele o quanto antes, fazendo uma boa confissão. Todavia, não basta a confissão deste acto, porque permanecem vícios que consomem o homem por dentro, para esses, o Rosário é uma arma poderosa.

quinta-feira, julho 07, 2005

Londres

Londres alvo de mais um ataque terrorista no Mundo! Resta-nos lamentar e viver a liberdade que querem que o "medo permanente" nos retire!
Dia 27 de Julho lá estarei na grande cidade de Londres pela primeira vez, para gozar dessa liberdade a que todos nós temos direito!

segunda-feira, julho 04, 2005

Filme à Segunda

"Dez de Junho, praia de Carcavelos. Muitos jovens juntam-se ao sol. Há tensão e insultos. Depois chegará a polícia. Às 20h, as televisões apresentam ao país “o arrastão", um crime massivo, centenas de assaltantes negros, em pleno Dia de Portugal. O noticiário torna-se narrativa apaixonada de um país de insegurança e “gangs", terror e vigilância. A maré engole o desmentido policial da primeira versão dos incidentes e vários testemunhos sobre uma inventona. “Era uma vez um arrastão” passa em revista um crime que nunca existiu, a atitude dos media perante uma história explosiva e as consequências políticas e sociais de uma notícia falsa. Antes que esta nova crise de pânico passe ao arquivo morto, é necessário inscrevê-la na história da manipulação de massas em Portugal."

Podia estar aqui a falar-vos do belo filme "Mr. & Mrs. Smith", que fui ver e que me estupidificou q.b., após uma época intensa de exames. Decidi porém poupar-vos a uma análise profunda de um filme tão intenso como esse e publicitar o vídeo da Diana Andringa sobre o arrastão de Carcavelos: "era uma vez um arrastão". Tenha ela ou o sr. Rodrigues Guedes de Carvalho razão, o facto é que me alertou uma vez mais para a necessidade de duvidarmos, não só de uma certa propaganda política (como até pode ser este caso), como do próprio relativismo do jornalismo português, por tantos tido como: a verdade do país e do mundo.

sexta-feira, julho 01, 2005

Música à Sexta



Para quem gosta dos sons minimalistas do piano de Wim Mertens ou Michael Nyman recomendo que ouçam o teclar do maestro italiano Ludovico Einaudi, que recentemente, e pela primeira vez, esteve em Portugal a promover o seu novo disco "Una Mattina". Ainda durante este ano voltará para concertos, entretanto, é a sua música que acompanha o último anúncio comercial da BMW. É só um piano, duas mãos e dez dedos...