segunda-feira, julho 28, 2008

A morte de Tchaikovsky, realização e ideia original de Nuno Félix

E o vencedor é A morte de Tchaikovsky! Realização e ideia original de Nuno Félix, mais conhecido entre os amigos por MOSCA!
Estava a passear na blogosfera e voltei a recordar o prémio que o Mosca ganhou no concurso de final de ano da licenciatura em cinema da Universidade Lusófona. Não quero deixar passar o feito, até porque o mundo das artes não anda fácil e um pouco de publicidade, a quem merece, sempre ajuda.
Depois de muita conversa sobre cinema com o Mosca em casamentos, baptizados, festas e afins a curiosidade de ver o primeiro trabalho surgir era muita, por isso só podia marcar presença no Cinema São Jorge. Já conhecia a história, mas ver o resultado da realização surpreendeu. Vê-lo ser o escolhido pelo Júri do concurso entre os 5 filmes dos finalistas veio confirmar o valor do realizador e da sua equipa.
Fiquem atentos e esperemos pelo próximo filme! Aguardo convite!

sexta-feira, julho 25, 2008

Kings of Convenience


Grande concerto em Cascais!
(para breve, talvez, uma maior e melhor descrição)

quarta-feira, julho 16, 2008

Bang! - Mais uma missão


Mais uma mês, mais uma missão!
Foi muito louco ver pessoas que não tinham nada a ver com o "filme" a começarem aos tiros e a morrer, ou simplesmente espantadas com o que estavam a ver!
Muito fixe ;) Vejam o filme

domingo, julho 13, 2008

Lisboa, uma cidade cada vez mais apaixonante


Esta é uma frase que tenho repetido várias vezes nos últimos tempos. Felizmente nos últimos dois anos, tive a possibilidade alargar o meu horizonte sobre o mundo. Várias viagens realizadas e regresso sempre com a certeza que viajar é viciante, que nos alarga horizontes, dá-nos a conhecer um mundo para lá do nosso dia a dia, mas sobretudo faz-me também dar mais valor a esta cidade à beira Tejo com uma luz única no Mundo!

É comum passear por Lisboa e descobrir sempre um sítio novo, um café diferente, uma paisagem nova. Lisboa oferece-nos um ambiente cultural que mistura "gentes" europeias, africanas, sul americanas que no seu conjunto definem as gentes de Lisboa, mas sempre com a garantia que quando se entra no típico bairro de Alfama das janelas ouve-se o Fado, ouve-se os resmungares de Lisboa. Para os que não o apreciam, a cidade das sete colinas já oferece muito mais que esse hino de Lisboa. Nos últimos três anos nascem bares, esplanadas, teatros renovados, festivais, restaurantes, museus por toda a cidade que diversificam a oferta da cidade. Os ambientes destes espaços permitem dizer que a oferta vai de encontro a todo o género de procura. Como se a novidade por si só não bastasse, a qualidade passou a ser uma exigência do cliente e isso verifica-se no nível da oferta da cidade!

Mas Lisboa na foz do Tejo é muito mais que o seu ambiente urbano!

Sintra, Cascais, Guincho, Meco, Sesimbra, Costa da Caparica, Palmela, Comporta, Troia, Ribatejo, tudo a uma hora ou menos de Lisboa permitem os escapes de fim de semana, os escapes de final do dia, para fora do stress urbano!

Perguntam-se porque este post?

A resposta vem no The New York Times! Achei no mínimo estranho que um Jornal do lado de lá do Atlântico estivesse a elogiar a minha Lisboa e eu nunca me tinha dado ao trabalho de partilhar com o Mundo esta minha cidade! Passem no link para espreitar os elogios do lado de lá do Atlântico sobre o título Lisbon Comes Alive. Ficam os links:

O Artigo: Lisbon Comes Alive

As fotos: Lisbon’s Cultural Boom

Como diria o fadista, Lisboa é cada vez mais "menina e moça" e do outro lado do Atlântico já perceberam!